Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Isto É Peanurs

Um mais um ainda serão dois?

O governo parece um miúdo que acabou de receber um brinquedo novo. A pouco tempo das eleições há números recorde no desemprego. Viva Portugal! Agora que todos estamos empregados, vamos tirar uns minutos para reflectir sobre a matemática aplicada pelo INE para chegar aos 11,9% de desempregados. 

Em abril, maio e junho não houve taxas de desemprego inferiores a 12%. Em abril havia 13%, em maio 12,4% e em junho 12,4% de desempregados. Assim sendo, a taxa de desemprego deste trimestre só podia ter um valor inferior a 12%, certo?

Estou a perguntar porque já não tenho matemática há bastante tempo. E todos nós sabemos que para calcular a média do que quer que seja é preciso ter matemática A. Eu tive MACS. Claro que em MACS não aprendemos a calcular a média. Aprendemos 1+1=2 e foi com estas aprendizagens que consegui os meus únicos 20's do secundário. 

Sendo:

x - percentagem de desempregados em cada um dos meses 
y - o número de meses em questão (três)

temos que:

(x+x+x):y=média de desempregados

Mas então vamos substituir as letras por números:

(13+12,4+12,4):3=12,6

Mais, a quantidade de pessoas desempregadas juntamente com aquelas que têm um emprego prefazem mais ou menos 5 milhões. Podemos então concluir que metade da população portuguesa é constituída por idosos ou crianças. Contam também  como empregados as pessoas a recibos verdes, estágios profissionais ou em cursos do IEFP. Então se eu tiver uma empresa, despedir uma pessoa e colocar duas a estágio profissional para fazer exactamente o que a outra fazia, sou um génio dos recursos humanos, certo?

A minha proposta (e volto a salientar que tive MACS) é que façamos uma vaquinha para comprar uma calculadora aos senhores do INE. Até posso emprestar a minha. Está é sem pilhas desde o final do exame de MACS. Felizmente aguentou até lá, senão como é que eu ia calcular médias, medianas e modas?

2 comentários

Comentar post