Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Isto É Peanurs

Ironia das ironias...

... é o Benfica ser o único clube português ainda na Champions.

A jogar mal, sem saber como é que ganhou ao Atlético e provavelmente para ser humilhado nos oitavos de final, mas estamos lá.

Espero que enquanto o Siqueira esteve sentado no banco na terça, lhe tenham dado um contrato para ele assinar. Da mesma forma que espero que o Olympiacos despeça o Marco Silva por não se ter conseguido classificar. Vergonhoso o campeão grego não passar a fase de grupos num grupo com Arsenal e Bayern. Se o despedirem, tem aqui um lugar (entenda-se "aqui" como "no Benfica" e não "no Porto").

Benfica - Galatasaray em muito mais que meia dúzia de pontos

Tenho bastantes coisas para dizer. Ponto um (e o mais importante): há um ano que não ia à Luz ver o Benfica e fui ontem. Porque é que não fui antes? Primeiro que tudo porque o Benfica exagera à força toda no preço dos bilhetes para não sócios (é verdade, eu não sou sócia do Benfica) e depois porque não tem havido nenhum jogo que me desperte tamanho interesse ao ponto de ir a Lisboa vê-lo. Ontem fui por uma razão bastante clara chamada Sneijder. Antes do sorteio da Champions tinha dito que se o Galatasaray ficasse no grupo do Benfica ia à Luz ver o Sneijder, que é um dos meus jogadores preferidos, e assim o fiz.


Mas falemos do jogo. Todos sabíamos que, à partida, o meio campo estaria bastante condicionado pelas ausências de Samaris e Fejsa. Não sendo um jogador fenomenal, André Almeida acabou por não comprometer (até porque o Sneijder fez uma exibição bastante pobre para bem do Benfica). Talisca fez, a meu ver, a melhor exibição desta época. Está longe do Talisca que vimos nos primeiros meses da época passada, mas pelo menos também não fez muitas asneiras. Também os laterais estiveram bem, na medida dos possíveis.

Na frente está visto que Jonas está a passar por um péssimo momento. Marcou um golo? Sim, mas a quantidade que tem falhado ultimamente é assustadora. Acredito que renda mais com Mitroglou do que com Jimenez, mas quem sou eu para questionar a aposta num avançado que marcou um golo na época passada? (e sim, eu sei que o Mitroglou estava lesionado).

Ainda na frente, o caso de Gaitan é surreal. Confesso que ainda não sei o que é que ele fez (foi numa altura em que tinha toda a gente de pé à minha frente e com um metro e 57 é difícil ver o que quer que seja nestas condições), mas pelos comentários foi pura estupidez. Não sabia que se faziam vénias a quem é expulso estupidamente. Eu não as fiz, mas isso é porque não gosto do Gaitan. Não é de agora mas está a ficar mais grave. Então eu vou fazer vénia a um jogador que faz um bom jogo e tira férias um mês? Vou venerar alguém que, claramente, está no Benfica contrariado e não vê a hora de sair? Vou aplaudir um jogador que joga apenas para a nota artística e muitas vezes se esquece da equipa? Poupem-me. Foi expulso porque é estúpido, deixou o Benfica com 10 quando o Galatasaray ainda podia perfeitamente empatar mas venera-se! Mais facilmente fazia vénias ao Eliseu.


O outro jogador que merece destaque é o capitão. Luisão pediu respeito aos adeptos que o criticam, que dizem que ele está acabado. Eu, como a maioria dos benfiquistas, adoro o Luisão. Adoro mesmo. Está cá há 12 anos. Sempre me lembro dele e é o único que merece envergar aquela braçadeira, mas há alturas em que devia pensar um bocado. Dizer que ele está a um nível muito inferior ao da época passada é a mais pura das verdades. E digo isto do Luisão como disse do Gerrard na época passada (e o Gerrard é o meu jogador preferido). Um golo (que acabou por dar os 3 pontos ao Benfica) não salva todos os erros que vi mesmo à minha frente. E não foi só ontem ou frente ao Sporting. O Luisão está em baixo de forma e qualquer um vê isso. Não significa que não o respeite, que não lhe esteja grata ou que não o admire.

Por último, finalmente Rui Vitória deu uma oportunidade ao Cristante (aquela que eu andava a pedinchar há tanto tempo e que me fez gritar que nem louca no estádio). Parece-me lógico que não lhe volte a dar nenhuma depois daquilo que o italiano mostrou ontem. Está visto que o Pizzi é melhor, a milhas. Toda esta "análise" é condicionada pelo facto de eu ter ficado numa das bancadas atrás da baliza (que nem me deixaram ver decentemente os golos do Benfica).

P.S. Se eu ganhasse um euro por cada vez que o Rui Vitória diz "caminho", contratava o Messi para o Benfica brevemente!

Como jogar sem meio campo


O que é que podemos esperar do jogo de amanhã? Não queria ser pessimista mas é bastante provável que seja mais uma derrota. Porquê? Bem, para começar é o Galatasaray. Pode não ser a melhor equipa do mundo, mas tendo em conta o futebol praticado pelo Benfica, é bastante superior a nós. Como se isso não fosse suficiente, não há meio campo. O Samaris (para não variar) já se fartou de ver amarelos e está castigado e o Fejsa está lesionado. Conclusão: sobra-nos o André Almeida para 6 e o Talisca/Pizzi para 8. Estarem lá eles ou eu é igual. Mesmo assim eu estorvava menos. Pena os putos não estrem todos inscritos na Champions. Era o jogo ideal para treinar mais umas adaptações.

O jogo da "Chemps" em meia dúzia de pontos (e mais alguns)


  • Merecíamos o empate. Não falo em vitória porque estou a tentar tornar-me numa pessoa isenta e o jogo até foi equilibrado.
  • O Sílvio é pior que o Eliseu. É difícil, mas verdade. O André Almeida fazia melhor o lugar mas nesse caso o Samaris tinha de fazer o meio campo sozinho. Porque é que o Lindelof não tem uma oportunidade? Porque cenas.
  • A primeira mexida do Rui Vitória foi para meter o Pizzi (foi, não foi?) e tirar o Eliseu. Para isso tirava o Sílvio que estava lá a fazer o mesmo que eu. 
  • Já não posso ver o Pizzi à frente. Não posso mesmo. Já me ofereci para lhe ensinar a fazer passes, mas parece que ninguém quer. Juro que faço passes melhor que ele e tive 13 a educação física.
  • Os comentadores ingleses (je suis Inácio) disseram, e cito, "nunca vi o Mitroglou a jogar bem". Pelo menos marca golos e não custou 9 milhões de euros. Mas isto não se pode dizer aos benfiquistas no geral.

  • Outra coisa interessante que eles disseram foi que o Gaitán não joga com amor ao futebol. Nunca ouvi nada tão certo. É impressionante como em meia dúzia de palavras explicaram tão bem o porquê de eu não gostar dele. Há uns tempos que toda a gente já notou que ele está no Benfica contrariado. Eu não peço 11 Gerrards no Benfica, peço é que joguem com vontade de vencer e não com "vontade de me mostrar para sair daqui rapidamente".
  • Não há a m*rda de um oito para jogar à frente do Samaris. O Pizzi e o Talisca são o que são e o André Almeida serve, mas não é um génio. O Cristante custou 5 milhões, é a maior promessa do futebol italiano, mas ninguém lhe dá uma oportunidade. Eu sei que o futebol italiano é uma miséria, mas comparando com as alternativas...
  • O Jonas parecia o Éder.
  • O Samaris não podia ver amarelo noutro dia qualquer? Agora vou à Luz ver um meio campo com o Fejsa e Pizzi? Epa...
  • Já tinha dito aqui, mas não custa dizer mais uma vez. O Sneijder é ... epa não sei. A minha mãe já não me podia ouvir a falar nele. Se eu tivesse vontade de aparecer na RTP daqui a duas semanas, levava um cartaz a pedir-lhe a camisola.

Obrigada Oblak

Não, não me enganei no título. Estou mesmo a agradecer ao Oblak. Viram aquela dupla defesa do Júlio César? Claro que viram. Se o Oblak não fosse um mal agradecido, nunca teríamos contratado o Júlio César. Não percebo porque é que ninguém gosta dele. 

Viram também o jogo dos putos? Pensar que uma equipa com o Jardel, o Eliseu e uns putos ia vencer o Atlético em Madrid, era impensável. Mas aconteceu. Não me perguntem como, mas aconteceu. Se fomos extraordinários? Epa, fomos. Já pararam para pensar nas épocas passadas e na lenga-lenga do "a prioridade é o campeonato" que agora se ouve no Campo Grande? Com o JJ tínhamos perdido. Felizmente ele deixou cá as ideias todas, caso contrário nem sei como é que nos safávamos.

Numa jornada da Champions o Benfica e o Porto vencem as equipas teoricamente mais fortes dos seus grupos e provam que são as únicas equipas deste país (caso estejam num dia bom) capazes de fazer frente a qualquer outra equipa do mundo (com excepção do Bayern, se calhar). Já dizia o outro: "o Benfica 'tá muita forte".

O grande resultado do Benfica

A primeira jornada da Champions já lá vai e só posso dizer que o Benfica fez um trabalho fenomenal. Foram dois campeões dos seus países que se defrontaram na terça-feira. Não é fácil defrontar um campeão (o Arouca que o diga), principalmente um campeão de um país que nem sabíamos que tinha futebol até há umas semanas atrás. O Astana é a melhor (e provavelmente a única) equipa do Cazaquistão e tem um historial invejável. Foi criado no longínquo ano de 2009 e, seis anos depois, está na Champions. Não é para qualquer um.

Mas o Benfica conseguiu impor-lhes uma pesada derrota. E ainda lhes deu 45 minutos de avanço e o Talisca em campo (que é como quem diz, jogámos com 10). Para sorte deles o Jonas estava desinspirado, senão tinham levado para o Cazaquistão uma derrota ainda mais pesada. Vê-se logo que o Benfica está fortíssimo neste grupo. 2-0 ao poderoso Astana enquanto o Atlético se limitou a ir a Istambul (que todos sabemos ter um ambiente fraquinho) dar os mesmos 2-0 ao Galatasaray. Temos o grupo ganho se continuarmos a jogar assim.


Viram o jogo do Gaitan? Eu não gosto do Gaitan (crucifixem-me à vontade), mas que se fartou de espalhar magia na terça, fartou. Fartou-se de uma maneira que já sabemos que durante o próximo mês vai tirar férias. Fosse ele um jogador regular e há muito que não estava no Benfica. Viram o jogo do Samaris? Lembram-se da altura em que toda a gente dizia que os 10 milhões que o Benfica pagou por ele tinham sido mal empregues? Eu sempre disse que não. Mas quem sou eu?! Sou uma mera pessoa que vê a selecção grega há anos e já conhecia o Samaris. Agora que já perceberam que os 10 milhões foram de tal forma bem empregues que ele faz de 6 e de 8 ao mesmo tempo (porque nem o Talisca nem o Pizzi servem para tal), sintam o "eu bem vos disse".

Acompanharam os outros jogos? Claro que não. Ver o Benfica exige foco total e, como tal, chateia-me que os jogos da Champions sejam todos à mesma hora. Felizmente na quarta não jogava o Benfica, o que me permitiu ver um bocado do Olympiacos - Bayern. Acabei por desistir porque passei o tempo todo a perguntar-me como é possível o Roberto ser capitão dos gregos. Sim, o Roberto. Esse guarda-redes fenomenal que só fazia m*rda no Benfica e que, há dois anos, num jogo em que apanhei uma constipação do tamanho do mundo, achou que devia ser bom guarda-redes. Fiquei com pena do Marco Silva. Sobretudo porque ele estava sem gravata e temi que pudesse ser despedido por não ter o fato oficial, mas também é possível que o futebol funcione como a política na Grécia: nada de gravatas. Pelo menos no resultado do jogo o efeito foi o mesmo: os alemães ganharam 3-0.


Se vi o Bayern, logicamente não vi o Porto. Mas já ouvi dizer que empataram. É natural. Com o Casillas na baliza torna-se complicado ganhar. Mas o Lotopegui lá sabe o que anda a fazer. No outro jogo do grupo do Porto, o Chelsea "deu um pontapé na crise" e venceu o grandioso Maccabi Tel Aviv por 4-0. Não é para qualquer um vencer uma das equipas mais fracas que estão na competição, mas a comunicação social acha que foi um resultado fenomenal. Fenomenal seria não estar a 11 pontos do City na Premier League, mas eles lá sabem melhor que eu. Vamos esperar pelo fim de semana para ver como fica o confronto com o Arsenal. Arsenal esse que levou 2-1 do Dinamo de Zagreb. Curiosamente, todas as equipas inglesas levaram 2-1 à excepção do Chelsea. O United começou a ganhar na Holanda e acabou por perder com o PSV, enquanto o City levou 2-1 da Juventus (a mesma Juventus que tem apenas 1 ponto na Liga Italiana). Vamos então tirar um pouco do nosso tempo para rir dos clubes ingleses que, para não variar, estão num nível miserável.

Por falar em miserável: o Barça empatou com a Roma. Juro. Com um golo fenomenal da equipa italiana. Já o Real venceu o Shaktar por 4-0 com 3 golos do Ronaldo. Já repararam como, de cada vez que o Ronaldo marca mais que dois golos é aclamado como o melhor de todos os tempos? Quando o Messi faz o mesmo não faz mais que o seu trabalho. O Ronaldo não. É sempre o melhor dos melhores! Acho que o principal está tratado. Deixo-vos com o golo da jornada.

The Chaaaaaaaampions!!


Está de volta aquela competição que todo o adepto de futebol venera. Onde quase não há jogos maus. Onde as equipas são todas (ou quase todas, vá) fortíssimas. Está de volta a Liga dos Campeões e hoje é dia de Benfica - Astana. Quem é o Astana? Há-de ser o melhor (e provavelmente o único) clube do Cazaquistão. Se jogarmos ao nível de sexta conseguimos uma goleada. Se jogarmos como nos restantes jogos, damos uma alegria ao pessoal do Cazaquistão. Portanto é melhor jogarmos como sexta-feira, que eu sou boa pessoa mas não ao ponto de querer que o Astana ganhe ou empate ou faça um remate sequer.

Hoje a minha mãe fez-me a seguinte pergunta: "o que é que é o jantar?". Respondi que quem sabia era ela e ela teve a brilhante ideia de dizer "mas eu não faço o jantar hoje". "Nem eu, hoje joga o Benfica à hora de fazer o jantar", respondi. "Então não comes", disse ela. "Ok". A conversa acabou da mesma forma que acabam todas as conversas com a minha mãe: com ela aos gritos a dizer que eu não faço nada e só quero saber do Benfica. Não sei se vou jantar ou não, mas sei que há cereais cá em casa.

Temos pena, Pirlo!

Era mesmo só isto. Dá-me sempre um gozo especial ver as equipas do Pirlo perder. Tinha-lhe o maior respeito até às meias finais da Liga Europa do ano passado, mas a partir daí fico feliz sempre que ele perde. Não tanto como no final do jogo com o Benfica no ano passado, mas felicidade é felicidade...

Pena o Chielini não ter jogado, de certeza que tornava a final da Champions mais interessante.